19.3 C
Ponta Grossa
terça-feira, março 5, 2024
Foto: Maria Tlumaski / FocaFoto UEPG

Operário se manifesta sobre caso de racismo no GK

O time afirmou que está colaborando para punir os responsáveis

Ponta Grossa
nublado
19.3 ° C
19.3 °
19.3 °
93 %
0.6kmh
93 %
ter
24 °
qua
23 °
qui
24 °
sex
26 °
sáb
26 °
Escrito por
Com informações secundárias de Agência Brasil

As equipes da Polícia Militar foram acionadas pelo jogador Jeferson, lateral direita do São Bernardo, após afirmar ter sido vítima de racismo dentro do Operário, o Estádio Germano Krüger. Diante da situação, onde o jogador detalhou ter sido chamado de “macaco”, Jeferson aguardou o termino do jogo e registrou um Boletim de Ocorrência, a fim de encontrar o autor das falas.

O Operário Ferroviário Esporte Clube usou suas redes sociais para demonstrar apoio ao jogador. “Somos um clube que preza pelo espaço e respeito a todos e reforçamos o compromisso de investigar o ocorrido a fim de responsabilizar eventuais contraventores”, detalhou a nota do time.

Continue lendo depois da publicidade:

Segundo eles, as imagens de câmeras de segurança do Estádio já foram disponibilizadas para as autoridades competentes e do próprio jogador do São Bernardo. Além disso, a direção do clube também investiga as gravações para encontrar o possível autor das falas racistas.

Possível racismo no Operário; Dados do Brasil

O racismo no esporte mais popular do mundo, porém, não se limita à Europa. No Brasil, a prática avança de maneira preocupante. Segundo levantamento do Observatório da Discriminação Racial do Futebol, foram registrados 90 casos de ofensas raciais em 2022, contra 64 em 2021. Um aumento de 40%.

Em janeiro deste ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei 14.532, que tipifica a injúria racial como crime de racismo, que já era considerado delito no país, pela Lei 7.716, de 1989. O Regulamento Geral de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para 2023 indica punição a casos de discriminação, que pode variar de uma advertência até a perda de pontos.

No país, um dos casos mais marcantes ocorreu em 2014, envolvendo o hoje ex-goleiro Aranha. À época no Santos, ele foi alvo de ofensas racistas de torcedores do Grêmio na partida de ida do confronto pelas oitavas de final da Copa do Brasil, na Arena do time gaúcho, em Porto Alegre. Os xingamentos, inicialmente, não constaram na súmula do árbitro Wilton Pereira Sampaio, sendo feito um adendo ao documento, enfim citando a ocorrência. Em decisão inédita, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD) excluiu o Tricolor do torneio nacional antes mesmo do jogo de volta.

De lá para cá, apesar do aumento dos casos, não houve igual punição. Em agosto de 2021, o Brusque chegou a perder três pontos durante a Série B do Campeonato Brasileiro, por causa de ofensas racistas de um dirigente ao atacante Celsinho, do Londrina, em duelo no Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC). Em novembro, porém, o STJD acabou devolvendo os pontos ao clube de Santa Catarina.

“Na minha opinião, deveria constar no regulamento dos campeonatos que quaisquer manifestações preconceituosas implicariam na perda imediata dos pontos daquela partida, sendo passível de rebaixamento caso se repitam. Já está passando a hora de a Fifa [Federação Internacional de Futebol] se manifestar seriamente. É muito bonito fazer campanha e dizer que todos são iguais no futebol, quando esses casos acontecem tantas e tantas vezes”, analisou o jornalista Cláudio Nogueira, responsável por livros como “Futebol Brasil Memória” e “Esporte: Usina de Sonhos e Milhões”, também ao Stadium.

Leia Também:

Em nível continental, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) ampliou, no ano passado, as punições por racismo em jogos dos torneios que organiza. As alterações foram motivadas por ofensas sequenciais a torcedores e atletas brasileiros em partidas fora de casa durante o primeiro semestre. A multa mínima passou de R$ 150 mil para R$ 500 mil, com possibilidade de o time enquadrado ter de atuar com parte das arquibancadas fechadas ou sem público.

- Anúncio -

MAIS LIDAS NO JC

Aproveite para ler!

Inscrever-se
Me notifique
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja os comentários
Direitos Autorais

.