20.5 C
Ponta Grossa
terça-feira, maio 21, 2024

Ponta Grossa, a cidade mais louca do Brasil

Que Ponta Grossa é uma cidade fora da casinha ninguém tem dúvida, e para comprovar, nós do Jornal Colabore listamos 5 motivos para PG ser eleita uma das cidades mais loucas do Brasil. Confira:

Ponta Grossa
céu pouco nublado
22.2 ° C
22.2 °
22.2 °
64 %
2.7kmh
11 %
ter
25 °
qua
25 °
qui
25 °
sex
19 °
sáb
13 °
Escrito por

1 – “Cocozão” de Ponta Grossa

Como esquecer? Enquanto outras cidades têm grandes monumentos que lembram momentos históricos, Ponta Grossa, a cidade mais louca do Brasil, decidiu inovar com um cocô gigante que foi colocado em frente ao Campus de Uvaranas da Universidade Estadual de Ponta Grossa em 2004. O nome ‘Cocozão do Péricles’ foi dado carinhosamente à obra pelos moradores do município.  O autor, por incrível que pareça, nunca foi encontrado nem mesmo oficialmente.

Pode parecer lógico, mas a ideia nunca foi fazer um cocô gigante. De início a obra tinha uma ideia simples: representar as formações rochosas de Ponta Grossa. A situação proporcionada pelo ex-prefeito Péricles de Holleben Mello (PT) não foi muito bem recebida pelos moradores, já que mesmo inspirada nos arenitos de Vila Velha o monumento não passou de uma “cagada”.

Continue lendo depois da publicidade:

A obra chegou a deixar Ponta Grossa nos holofotes, talvez de uma forma não tão legal. Desde o Portal R7 até Crusoé, o cocozão foi pauta em muitos sites e jornais! Infelizmente ou não, em 2006 um agente da prefeitura colocou fogo, acidentalmente, no monumento. Após o incidente, ninguém mexeu um dedo para reconstruir a obra.

2 – Banheiro de vidro

Nossa cidade gosta de chamar a atenção pela arquitetura moderna e um pouco esquisita. Imagine-se naquele momento tranquilo fazendo suas necessidades, e de repente, alguém começa a te observar pela janela. A situação assustadora fica um pouco pior quando imaginamos um banheiro completamente de vidro, e foi isso que os arquitetos imaginaram para o conservatório público do município.

O banheiro não foi o único problema da construção inaugurada em dezembro de 2012. A obra também contava com saídas de emergência que levavam ao nada, pois não haviam escadas instaladas no prédio. A situação ficou tão ruim que João Ney Marçal, que na época ocupava o cargo de Secretário de Planejamento da cidade, disse que a empreiteira iria ser contatada para resolver os problemas. A situação foi resolvida tempo depois com a aplicação de insulfilmes nos banheiros e instalação de escadas nas saídas de emergência.

Novamente, esse foi um dos motivos para Ponta Grossa ocupar seu cargo de direito, o de cidade mais louca do Brasil, e até do mundo, uma vez que jornais internacionais como CNN e o Jornal Britânico Daily Mail falaram sobre o assunto.

3 – O fantasma da Vila Hilda

Esse é um dos maiores mistérios da cidade, que felizmente nunca mais vai acontecer. Antigamente, todos nós tínhamos pelo menos uma lista telefônica em casa, e esse é o motivo de tanto medo. Reza lenda que na lista telefônica “Paraná Sul” de 1999 é possível ver o Fantasma da Mansão Vila HIlda, uma antiga construção que hoje é um ponto turístico de Ponta Grossa.

A situação assustou tanto que a explicação mais plausível foi que na imagem não se tratava de um fantasma, mas sim do filho de uma das funcionárias que limpava o local. O mistério até hoje levanta milhares de questionamentos, mas nada foi comprovado até o momento.

4 – Vereadora sequestrada por ela mesmo

Não, não estamos falando da Carminha de Avenida Brasil, mas sim da ex-vereadora acusada de forjar o próprio sequestro. A ex-vereadora “desapareceu” logo após sair da cerimônia de posse, que ocorreu no Cine Teatro Ópera em 2012. 

Tudo não se passou de um crime como explicou a Polícia Civil. Segundo a organização, a vereadora não queria votar para eleger o Presidente da Câmara da cidade. A situação levou o Partido dos Trabalhadores (PT) a expulsar a ex-vereadora de seu partido em 2013.

Novamente Ponta Grossa apareceu nos principais meios de comunicação dos pais, como Gazeta do Povo e G1.

5 – A coxinha da rodoviária

Se você imagina que estamos falando de uma lanchonete ou restaurante, fique sabendo que está extremamente enganado. A coxinha nada mais é que outro monumento estranho na cidade, dessa vez localizada em frente à rodoviária de Ponta Grossa. O monumento já foi comparado a tudo! Desde pata de elefante até dinossauro.

Essa não fica no topo das construções mais estranhas, mas no mínimo entra na lista. A homenagem feita para a Taça de Vila Velha novamente não foi muito bem recebida pelos moradores, mas só entre nós: é bem melhor que um cocozão.

Cidade mais louca do Brasil

Com esta lista, mostramos que a cidade merece pelo menos um título de cidade mais louca do Paraná, e a competição é grande! Faltaram alguns para completar o vasto currículo de nossa maluca cidade. Fique ligado no site do Jornal Colabore para acompanhar mais listas.

- Anúncio -

MAIS LIDAS NO JC

Aproveite para ler!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Direitos Autorais

.