19.2 C
Ponta Grossa
quarta-feira, fevereiro 28, 2024

Prefeitura de PG anuncia que irá reformar 45 Unidades Básicas de Saúde até 2024

Além das reformas, a Prefeitura anunciou a abertura de uma Unidade de Pronto Atendimento no Uvaranas

Ponta Grossa
nublado
19.8 ° C
19.8 °
19.8 °
97 %
1.6kmh
97 %
qui
29 °
sex
27 °
sáb
28 °
dom
31 °
seg
18 °
Escrito por

Diante das inúmeras reclamações da população em diversos bairros da cidade, desde vazamentos, goteiras, falta de limpeza e precariedade na estrutura, a Prefeitura anunciou no início do mês de junho que irá reformar 45 Unidades Básicas de Saúde até 2024. Sendo ao menos 15 em 2022. A medida seria uma das soluções para reverter o quadro de crise na saúde pública no município.

Unidade Básica de Saúde no bairro Ronda, em Ponta Grossa – Imagem: Arquivo / Amarnda Martins

Os postos de saúde que estão programados para receber as primeiras reformas são de 12 bairros diferentes, sendo quatro em regime imediato: Santo Domingo Zampier (Costa Rica); Luiz Conrado Mansani (Uvaranas); Zilda Arns (Nossa Senhora das Graças); Centro Municipal da Mulher (Vila Liane). A verba destinada para estas unidades é de 350 mil reais.

Continue lendo depois da publicidade:

Próximas reformas

As outras unidades programadas para o segundo semestre são: Egon Roskamp (Santa Paula); Roberto de Jesus Portela (Ronda); Clyceu Carlos de Macedo (Santa Terezinha); Antônio Horácio Carlos de Miranda (Santa Mônica); Ambrósio Bricailo (Bonsucesso); Sharise Angélica Arruda (Cará-Cará); Aluízio Grochoski (Vila Guaíra) e Antônio Russo (Centro). Além disso, os CAPS de Uvaranas, do Ronda e a Unidade de Serviço de Atendimento Especializado, o SAE, do Centro também estão inclusos na lista.

Outra obra prevista é a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro de Uvaranas, próximo ao Terminal, que está prevista para o ano que vem. Essa medida vem sendo estudada pelo Executivo para melhorar a qualidade da saúde na região, que já conta com o Hospital Universitário.

Reformas terceirizadas

Segundo a Prefeitura, as reformas serão feitas de forma terceirizada através de um contrato predial para manutenção e pequenas reformas, decorrente de processo licitatório com ata registro de preços baseada na tabela do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI). Essa tabela é utilizada no orçamento de obras, mantida pela Caixa Econômica Federal e pelo IBGE, que informa os custos e índices da Construção Civil no Brasil.

- Anúncio -

MAIS LIDAS NO JC

Aproveite para ler!

Inscrever-se
Me notifique
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja os comentários
Direitos Autorais

.