19.8 C
Ponta Grossa
quarta-feira, julho 17, 2024

Empresa afirma que ganhos da Münchenfest não foram satisfatórios e atrasa pagamento

Organizadora alegava que precisava do dinheiro do evento para pagar os direitos da festa

Ponta Grossa
céu limpo
19.8 ° C
19.8 °
19.8 °
63 %
2.6kmh
0 %
qua
21 °
qui
22 °
sex
22 °
sáb
23 °
dom
23 °

Colunas

Escrito por

A Procuradoria Geral do Município (PGM) propôs que, até o dia 31 de janeiro, a empresa “Drial Organização de Eventos Esportivos Ltda” deposite R$ 483 mil à Prefeitura de Ponta Grossa pela realização da 31ª Münchenfest. O pagamento deveria ter ocorrido antes da festa, ainda no dia 17 de outubro—quando empresa depositou apenas 50% do valor total.

A empresa assumiu a Münchenfest por três anos, conforme decisão de terceirizar o serviço | Imagem: Reprodução / Prefeitura de Ponta Grossa

Mesmo ciente de que a organizadora não havia recolhido os recursos referentes aos direitos de realização da festa, o Governo Municipal decidiu manter a contratação, sem chamar a segunda colocada na licitação.

Continue lendo depois da publicidade:

Em última resposta enviada à Prefeitura, ainda em dezembro, a Drial confirmou que assumiu o evento sem ter condições de pagar pelos direitos e que contava com a arrecadação da München para fazer o pagamento.

Um oficio assinado pelo empresário Aluísio de Almeida Vieira afirma que “apesar de inúmeros esforços em realizar uma festa digna e de muita qualidade, não conseguimos público satisfatório para que esta edição conquistasse receitas suficientes para o pagamento de todas as despesas.”

Novo prazo e multa

O parecer da Procuradoria, apresentado nesta segunda-feira (16), deu ar de alivio para empresa já que poderá efetuar o pagamento até o final de janeiro, mas com isso será multada. Pelo contrato, o descumprimento das obrigações poderia acarretar na rescisão e, com isso, a empresa perderia os direitos das próximas duas festas, o que não ocorreu segundo decisão da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

A Procuradoria alega que o objeto principal do contrato, que é a realização da München, foi cumprido e que, por isso, a infração cometida pela Drial não seria grave. O órgão ainda aponta que a multa pelo atraso no pagamento não deve ser superior a 10% do valor total do contrato, fixado em R$ 1,4 milhão.

Conforme o documento, a Drial tem direitos sobre a München entre os anos de 2022 e 2024. Mas, para isso, deve depositar para a Prefeitura R$ 1,4 milhão, em uma parcela de R$ 483 mil e outras três de R$ 350 mil.

- Anúncio -

MAIS LIDAS NO JC

Pode chamar sua atenção! leia:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Direitos Autorais

.