18.6 C
Ponta Grossa
quinta-feira, julho 18, 2024

Sigilo de 100 anos: Bolsonaro gastou R$ 27 milhões do cartão corporativo

Valor é menor que o gasto pelos petistas Lula e Dilma. Entenda:

Ponta Grossa
céu limpo
16.7 ° C
16.7 °
16.7 °
78 %
0.7kmh
0 %
qui
21 °
sex
22 °
sáb
22 °
dom
22 °
seg
23 °

Colunas

Escrito por

O Governo Federal divulgou os gastos dos cartões corporativos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Os dados divulgados mostram que a gestão de Bolsonaro teve um gasto de R$ 27,6 milhões em cartões corporativos nos últimos quatro anos.

O valor inclui o cartão pessoal de Bolsonaro e também outros cartões usados por ajudantes de ordens e funcionários da presidência. Os dados foram incluídos no último dia 6 no repositório de informações classificadas da Secretaria-Geral da Presidência da República, disponível para acesso.

Continue lendo depois da publicidade:
Imagem: Reprodução | Agência Brasil

Só com hospedagens, os gastos foram de 13,6 milhões. Durante os quatro anos de governo, um hotel em Guarujá (SP), recebeu o equivalente a R$ 1,46 milhão em diárias. Considerando que, em média, a diária do local custe R$ 500 reais, o valor seria suficiente para mais de 2,9 mil diárias

Alimentação milionária

Com alimentação, os gastos foram mais de R$ 4.7 milhões. Uma única nota fiscal demonstrou um gasto de R$ 109 mil, em um restaurante de Boa vista, Roraima. O restaurante vende marmitas no valor médio de R$ 20. A nota fiscal é de 26 de outubro de 2021, quando Bolsonaro estava na cidade para verificar a situação de refugiados vindos da Venezuela. O mesmo local recebeu, em setembro do mesmo ano, dois pagamentos: um de R$ 28 mil e outro de R$ 14 mil.

Também em panificadoras os gastos passaram de R$ 10 mil. Por 20 vezes ao longo do mandato de Bolsonaro, foram realizados gastos significativos em uma mesma padaria. As notas variam de R$ 880 a R$ 55 mil, com média de R$ 18 mil. Um dos gastos foi de R$ 33 mil, em maio de 2021, no Rio de Janeiro.

Assim como a compra milionária de leite condensado, feita por Bolsonaro em 2021, o governo também desembolsou gastos com guloseimas. Foram feitas 62 compras em cinco sorveterias, o que equivalente a R$ 8,6 mil. Em uma única vez foram gastos R$ 540. Houve também 11 despesas em lojas com cosméticos que somam R$ 1 mil.

Matéria publicada originalmente no Notícia Preta e reproduzida no JC com autorização dos autores
- Anúncio -

MAIS LIDAS NO JC

Pode chamar sua atenção! leia:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Direitos Autorais

.